Estúpido egoísmo !

Pensei que o facto de estares longe de mim seria fácil de ultrapassar, mas vou te contar um segredo já há muito desvendado: não é. Talvez para ti nem seja nada, para mim é doloroso acordar e saber que não irei receber o teu bom dia, saber que não me irás ligar durante o almoço e que já não estarei mais contigo no fim de semana; mata aos poucos, é desgastante. Sinto falta de ver o teu sorriso, sinto falta até dos teus defeitos ... todas essas manias irritantes. Diz-me porquê, porque é que antes aquilo me irritava profundamente e hoje me faz tanta falta ? Agora que te foste, metade de mim é um vazio e a outra metade ... a outra metade é um vazio também, mas esse alimenta-se de saudade. Como me livrar desta nostalgia ?
Eu queria que desse certo. Queria aquelas coisas clichés e melosas que tu odeias. Nós lutamos juntas e agora encontro-me sozinha sem saber que caminho seguir, pois sei que qualquer que siga, já nenhum me levará até onde te encontras. Lutava para ter a tua presença e recebia em troca esta distância. Aparentemente fazias tudo pelo contrário, como se de propósito, mas ainda assim, acho que se tivesse te dito para me deixares ir, talvez pela lógica do contrário tu irias ficar, mas não, irias embora pois esse era o nosso destino prescrito.
E tudo o que eu fiz desde o dia em que te conheci foi por ti. Tu poderias ter feito algo por mim também, mas preferiste o egoísmo e todas aquelas pessoas que nem sabem te dar valor. Hoje queria relatar todos os meus feitos, escrevê-los numa folha e entregar-te; jogar-te na cara tudo e fazer-te perceber quão monstruosa foi a tua atitude, mas sinceramente ? Eu ainda te amo de tal maneira que não consigo te fazer mal nenhum, mesmo que me tivesses feito sofrer de tal maneira.
Eu pensei em nós em vez de pensar em mim, preocupei-me em te agradar e esqueci-me de cuidar de mim. Mas já se foi o tempo em que tu me ouvias. Já lá se foi o tempo em que eu significava alguma coisa para ti. Mas nunca me respondeste a uma questão que, mesmo passado tanto tempo, ainda me tortura: como pudeste chamar-me egoísta quando o mal foi feito por ti ?


8 comentários:

  1. o egoísmo é a demonstração daquilo que valorizámos mais. é porque assim não tinha de ser, é porque mereces melhor. apesar de tudo nunca te esqueças totalmente de ti, porque nenhuma pessoa o merece que o faças.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vezes entregámo-nos de tal maneira que esquecemo-nos de nós próprios e acho que todos as pessoas que sofrem por amor passam por isso, mas é com o tempo que apercebomo-nos do erro cometido e voltamos para a unica pessoa que nunca nos irá magoar: nós mesmos !

      Eliminar
  2. Deixa-me te dizer que adoroooo o teu estilo de escrita, não tens realmente problema nenhum em passar os teus sentimentos para "o papel". Na minha opiniao pensas muito no que podia ter acontecido, e eu sei como é também sou assim, mas como disseste é o destino, o destino já está traçado e se tem de ser assim, assim vai ser. Mas pensa que de tudo o que te está a acontecer és uma rapariga que realmente pode estar a sentir 1001 emoções mas tens uma vida boa, uma vida que muitos daqueles miudos de áfrica gostariam de ter. Ah e é verdade a vida dá muitas voltas, ela pode ter-te chamado egoista e mais tarde ser outra pessoa a lhe chamar de egoista e então ai ela perceberá quem foi a verdadeira egoista. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desde já, um enorme obrigada, Francisca. <33
      Tu tens razão, eu tenho uma vida que talvez muitas pessoas queriam, mesmo não sendo os miudos da África.
      É verdade, a vida dá muitas voltas e a pessoa que me fez sentir assim, há de sentir o mesmo (: mas tudo passa ... nenhuma felicidade dura para sempre, tal como a dor também não é eterna.
      Mais uma vez, obrigada ! <3

      Eliminar
    2. Não tens de quê, e já agora é Francisco não Francisca ahaahahah xD

      Eliminar
    3. Ahahahah, desculpa mas não dei conta que escrevi Francisca :pp
      OBRIGADAAAAA FRANCISCOOOOOOOOOOO ! :D

      Eliminar